Você está em: Início Novidades

Sindicato do BB vai pedir informações sobre concursos

30/06/2016

Arquivo
 
O diretor da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) e coordenador da Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (BB), Wagner Nascimento, comprometeu-se a cobrar do novo diretor de Gestão de Pessoas do BB, José Caetano de Andrade Minchillo, informações sobre eventuais novos concursos para o banco. Na lista das seleções necessárias está a de escriturário no Rio de Janeiro, Amazonas, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, estados sem cadastro de aprovados válido.
 
Wagner salientou que as reposições de pessoal são necessárias, para que o BB mantenha a sua atuação eficiente. No entanto, as seleções pararam de acontecer, tendo em vista a crise política e econômica do país. O sindicalista apurou que, por enquanto, o governo interino de Michel Temer não sinalizou ao BB sobre novos concursos e, por isso, não há previsões, embora as necessidades sejam evidentes. O banco afirma que cumpre uma portaria do Dest (Departamento de Coordenação e Governança das Empresas Estatais) e administra a quantidade do seu quadro de pessoal. Contudo, previsões exatas não são informadas. Nas próximas semanas, deveremos nos reunir com o novo diretor de Gestão de Pessoas, José Caetano, e o questionarei sobre esses concursos. Precisamos deles, pois há muita necessidade", disse. 
 
Os estados listados tiveram a validade do último concurso expirado em setembro de 2015 e, desde então, o BB não contratou escriturários. Faltam, segundo a Contraf-CUT, mais de 3 mil funcionários no país. Além do Rio, São Paulo Alagoas, Bahia, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Pará, São Paulo, Tocantins e Distrito Federal tiveram seu concurso encerrado em 8 de maio. O banco também está impedido de contratar para esses localidades, enquanto não abrir concurso. A seleção do BB no Rio chegou a ter diversos detalhes definidos, tais como a estrutura. O BB havia decidido que os candidatos seriam avaliados por meio de 70 questões objetivas e redação. A Fundação Cesgranrio também foi confirmada como organizadora. O cargo de escriturário, de nível médio, tem ganhos de R$3.613,58.

Fonte: folha dirigida

 

 
 

 

Ver todas as novidades