Curso Impar
Carrinho (0)

Depoimentos dos nossos alunos

  • Felipe Leonardo - Aprovado em 1º lugar no concurso da AGERBA

     

  • Cilmo Xavier Cedro Filho APROVADO NO TCE-BA)

    Idade:  24 anos
    Aprovado em 9° lugar no concurso de Agente Público-Nível Superior-Tribunal de Contas do Estado da Bahia.



    “Seja você quem for, seja qual for a posição social que você tenha na vida, a mais alta ou a mais baixa, tenha sempre como meta muita força, muita determinação e sempre faça tudo com muito amor e com muita fé em Deus, que um dia você chega lá. De alguma maneira você chega lá.”

    Ayrton Senna

    Bem, aqui estou eu fazendo um depoimento para mostrar como consegui ser aprovado no concurso de Agente Público do Tribunal de Contas do Estado da Bahia.

    Sou Assistente Técnico-Administrativo do Ministério Público da Bahia e logo quando me formei (Setembro de 2013) resolvi prestar concursos para cargos de nível superior. O que sempre ouvia das pessoas era que seria impossível conciliar o dia inteiro de trabalho com os estudos para concurso.
    Pois bem, provei a elas que não era.

    Quando abriu as inscrições para o concurso do Tribunal de Contas, dois dias antes da solenidade de minha formatura, vi nele uma grande oportunidade de ver mais um sonho ser realizado. Neste momento, procurei saber qual seria o melhor cursinho para o concurso que pretendia fazer. Foi neste momento que tive a grande ideia de começar o cursinho específico para o TCE-BA do Curso Ímpar. O curso me deu todo o subsídio para que eu fosse aprovado.

    Professores como Alexandre Medeiros e Julita Ferreira fazem com que essa equipe seja de fato a campeã em aprovação.

    Comecei a estudar faltando 2 meses para a prova do TCE-BA. Trabalhava de 08:00 às 12 hrs e de 13hrs às 17:00. Apesar de pouco tempo para estudar, aproveitava o tempo livre que tinha. Todos os dias até a data da prova acordava às 05:30 da manhã e tentava estudar até as 7:30, momento em que eu me deslocava do trabalho. À noite tentava estudar antes do início das aulas e fazia uma breve revisão posterior a ela.

    No dia 17 de Novembro de 2013 fiz a tão esperada prova.
    Fiquei entre os aprovados na parte objetiva, contudo, por um deslize da banca organizadora a prova foi anulada.

    Muitas pessoas ficaram indignadas com o ocorrido, porém, só me restava estudar mais para conseguir novamente o êxito.

    Foram mais trinta dias de foco e determinação, sabia que se ficasse pensando na prova passada só iria me fazer mal, então, decidi provar que eu seria capaz de passar novamente.

    Continuei com o ritmo forte de estudo e graças a Deus o resultado veio. Passei em 9° lugar neste concurso!

    A dica que queria dar a você é que independente do que os outros falem, independente do que as pessoas pensem, se você quiser conquistar seu objetivo, vá lá e tente, que você certamente conquistará.

    Reitero meu agradecimento aos professores e funcionários do Curso Ímpar e, por último, aos meus amigos, namorada e família.
    Agradeço e prometo que sempre continuarei dando o meu melhor, pois como dizia Nelson Mandela: “Depois de termos conseguido subir a uma grande montanha, só descobrimos que existem ainda mais grandes montanhas para subir.”

    Obrigado!

  • Alberto Neto – Aprovado na PC/BA-2013, PRF/2013 e DEPEN/2015.

    O início

    Minha trajetória nos concursos começou em maio de 2012. Há alguns anos eu ficava na dúvida de quando começar, mas depois de tantas incertezas, decidi que era o dia de largar tudo e me dedicar. Meu sonho sempre foi fazer parte da segurança pública, especificamente das forças federais do país.

    Sou fisioterapeuta de formação e em 2012 eu fazia mestrado e fazia faculdade de engenharia mecânica no Instituto Federal da Bahia. Isso mesmo.. Mestrado em fisioterapia, faculdade de engenharia e queria ser policial. Loucura!

    No dia 5 de maio de 2012 eu optei por largar tudo.

    Sou mais um que disse a famosa frase: “Se eu tivesse começado antes...”

    Portanto: Se têm um sonho e está insatisfeito com sua vida, COMECEM LOGO!



    O Ímpar

    Sempre soube que o ímpar era referência. Muitos amigos e conhecidos tinham o Ímpar como centro de estudos e preparação para seus concursos. Assim, quando fiz minha opção, prontamente me dirigi para lá e busquei um curso.

    Antes de decidir o curso a escolher, procurei em sites e grupos informações sobre previsão do concurso da PRF. Todos diziam que seria em 2013. Opa! Mais de um ano de estudo.

    Sabendo disso, optei por começar com um curso básico. Foi a melhor escolha que fiz!

    Há 15 dias eu estudava cálculo 1 e Imunologia... Não tinha como começar em um curso mais específico! Tinha que ser o básico. Recomendo que façam isso!

    E lá dei meus primeiros passos no direito com Renato Braga. Um ser que veio ao mundo pra propagar conhecimento. Ainda me lembro do primeiro dia de aula quando ele dizia que era um caminho sem volta, era pra “estudar até passar”. E assim eu tomei a decisão que não pararia nunca, que iria realmente até passar.

    Foram 6 meses de curso.

    Após o curso ainda me mantive estudando.



    Família

    Sem apoio familiar é quase impossível. Respeito a sua rotina de estudo, ajuda financeira e parceria. Seus familiares devem ser parceiros. Sem os meus eu não conseguiria.

    Infelizmente há alguns pais que dizem: “já que você não está fazendo nada, me leve ali...”

    Poucos são aqueles que acreditam que seu estudo é seu trabalho.

    Mas sabe como muda isso?

    Você mostrando o contrário. Lembro que comecei a ser mais respeitado nos estudos quando comecei a dizer “não” a saídas, a festas, viagens... Se você não mostra respeito pelos seus estudos, ninguém vai mostrar.



    Amigos

    Amigo de verdade te entende. Amigo de festa critica sua opção.

    Cabe a você saber o que quer.

    Obs.: Amigo dos cursinhos: Se afaste daqueles “amadores” e daqueles que estão lá pra não ficar em casa. Fique com os que estudam sério, com os “parceiros de sangue policial”. Troca de informações é importante e te poupa muito tempo de incertezas e buscas na internet, mas não seja aquele que fala mais, seja o que ouve mais. Você saberá encontrar os caras que você deve ouvir. O que você deve ouvir nem sempre é o que fala mais. É o que estuda a mais tempo. É como na vida... quem tem mais tempo estudando, tem mais tempo de experiência e já passou por merdas que você pode evitar passar caso aprenda com ele. Hoje tenho grandes amigos que fiz nos cursos de concurso.



    Rotina de Estudos

    Não há receita de bolo.

    Não há quantidade de horas mínimas.

    O que é preciso é de METAS BATIDAS.

    Se você definiu a meta de estudar “Inquérito Policial” em 4 dias, 3 horas por dia, BATA ESSA META!

    E o mais importante: FAÇA RESUMOS, FAÇA QUESTÕES e FAÇA CURSOS ESPECÍFICOS!

    Resumos:

    Foi a forma que utilizei pra aprender e fixar a matéria.

    Nele estão contidas as anotações em sala e os resumos que eu fazia dos principais livros. Além disso, colocava os comentários de questões mais atuais da banca. Obs: todas as questões que eu errava, eu colocava o comentário assim: Exemplo:

    “cespe/2010 – Retirada da Invasão de domicílio do policial apenas no flagrante próprio. Se baseou pela doutrina de Nuci”.

    Questões:

    Diferentemente do que muitos dizem – “eu odeio a banca CESPE” - você deve sentir amor por ela. Eu só fazia questões CESPE. O povo odiava, eu a tratava como desafio, nada de coisa ruim. Traçava metas semanais no site questões de concurso. 1000 por semana, 5000 até determinada prova...

    Assumo que chegava a loucura de ver perfis de pessoas que usavam símbolos da PF/PRF pra ver a quantidade de questões feitas por eles e isso me motivava. Lembro que havia um cara com 5000 questões. Eu olhava todo dia e queria bater de qualquer forma. Felizmente ou infelizmente cada um busca suas estratégias de motivação.

    Cursos Específicos

    Quando ficou mais perto das provas, começaram a sair cursos específicos.

    Fiz o reta final aos fins de semana pra Policia Civil da Bahia e Reta Final PRF, todos no ímpar.



    Derrotas

    Derrotas fazem parte do caminho. Então nada de lamentar. Derrotas fazem você mais experiente. O segredo é aprender com os erros. Questão errada não deve nunca ser errada novamente. Você pode errar até questão nova, mas nunca errar questão repetida.



    Resultados

    No dia 7 de Abril de 2013, inauguração da Arena Fonte Nova, fiz minha primeira prova de concurso. Polícia Civil da Bahia. 11 meses da minha primeira aula no curso básico ímpar. Fui aprovado em 30º lugar. Não dei prosseguimento ao concurso por não ser o meu objetivo.

    No dia 11 de Agosto de 2013 foi a prova da PRF. 1 ano e 2 meses depois que comecei os estudos. Fui aprovado dentro das vagas. Infelizmente não fui aprovado no TAF (teste de aptidão física). Tive câimbra na quarta volta da corrida. De lá fui ao hospital e descobri que estava com pneumonia e derrame pleural. Derrotas fazem parte. É difícil, da vontade de desistir, mas eu optei por me manter firme. É “até passar” como diz Renato Braga. É um caminho sem volta.

    No dia 28 de junho de 2015 fiz a prova do DEPEN. Fui aprovado em 49º, dentro das vagas. Já fiz o TAF, preenchimento do questionário da investigação social, já fiz os exames médicos, já fiz a avaliação médica presencial e fui aprovado em tudo. Dia 22/11/2015 foi o psicoteste. Estou confiante. A expectativa é começar janeiro na ANP (Academia Nacional de Polícia), em Brasília. Espero ser nomeado Agente Federal do Departamento Penitenciário Federal. Estou realmente muito feliz.

    O objetivo é continuar estudando.

    Ainda não desisti da PRF. Posso nem assumir. Mas é questão de honra terminar aquelas 6 voltas.


    Agradecimento ao Ímpar

    Agradeço a todos os professos que tive nessa jornada. Eles são essenciais. Há casos (dizem, eu nunca vi!) de pessoas que passam apenas lendo livros, mas eu duvido!! Agradecimento especial a Regebe, professor e grande amigo!

Depoimentos


Deixe seu depoimento